DEMISSÃO EM COMUM ACORDO: ENTENDA O QUE É!

Ser desligado de uma empresa envolve processos bem específicos e é uma ação que pode acontecer de diferentes maneiras. Uma dessas opções é a demissão em comum acordo, que pode apresentar benefícios  tanto para o empregado quanto para o empregador.

Direitos Trabalhistas

Quando falamos sobre demissão, é preciso apontar também alguns fatores que são relacionados diretamente a ela. Esses fatores que vêm após o momento da dispensa do funcionário, são chamados de direitos trabalhistas.

Os direitos trabalhistas são a única garantia de que você vai receber auxílio transporte, remuneração mínima exigida, direito a aposentadoria e em caso de demissão, o seguro desemprego e o FGTS.

O seguro desemprego dá acesso a um auxílio mensal, referente ao salário do funcionário dispensado, que pode ser pago entre 3 e 5 parcelas.

As parcelas do seguro dependem diretamente do tempo de serviço restado, sendo necessário ter ao menos 9 meses trabalhados para que o agendamento seguro desemprego seja marcado.

Enquanto isso, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço funciona como uma conta em que uma porcentagem do seu salário mensal é depositada. O dinheiro pode ser sacado em algumas situações, como em caso de demissão, por exemplo.

Além desses valores, o trabalhador que foi afastado de seu cargo permanentemente perde o direito a 30% da mult que deveria ser paga pela empresa.

O problema é que ao ser dispensado por justa causa, o contribuinte perde automaticamente o acesso a esses valores tão importantes. Mas será que esse trabalhador só pode ser demitido através de justa causa ou não? Veja a seguinte opção.

Demissão em comum acordo

Você conferiu acima os seus direitos trabalhistas, o que talvez você não saiba é que você pode ser dispensado de seu cargo através da demissão em comum acordo.

Antes, esse tipo de acordo era ilegal e realizado entre empresa e funcionário quando havia um bom relacionanmento. Mas com as reformas trabalhistas, essa negociação pode ser realizada oficialmente.

O funcionário ainda não poderá requirir o Seguro Desemprego Webum recurso muito prático, mas poderá sacar 80% do FGTS e dividir o valor da multa com a própria empresa.

A demissão em comum acordo acontece quando tanto o empregado quanto o empregador partilham da mesma ideia de que o contrato de trabalho deve chegar ao fim.

A partir dai, o contribuinte deve aguardar os documentos que comprovam a ação e enfim, poder acessar os valores que ainda fazem parte do seus direitos.

COMO SER JUIZ? REQUISITOS PARA SEGUIR A CARREIRA

A carreira e Juiz é uma das mais valorizadas e estimadas da área de Direito e por isso, muitas pessoas querem inciar um plano de carreira para alcançar o cago. Você sabe o que é necessário e como começar a sua carreira de Juiz? Veja essas e outras informações no texto abaixo:

Escolha qual o viés da área que você quer seguir

Muitas pessoas não sabem, mas existem diferentes categorias de atuação para o cargo de Juiz. Uma delas é a de Juiz Federal, responsável por crimes e ocorrências relacionados aos Estados estrangeiros, a União e a temas políticos.

E temos ainda, o Juiz de Direito, ou como também é conhecido, o Juiz Estadual, responsável por situações conflitos entre pessoas físicas e jurídicas. Você deverá escolher qual carreira quer seguir durante a sua formação na área.

Ingresse no curso superior de Direito

Como você já conhece as opções que pode optar durante a sua formação, é importante começar um curso superior de Direito. A graduação a área é fundamental para a carreira de Juiz.

Você pode ingressar na formação através dos sistemas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), ou através do vestibular tradicional de sua escolha.

Participe e seja aprovado na prova da OAB

Cursar os 4 anos da graduação de Direito, ainda não serão suficientes para garantir que você possa atuar como Juiz Federal ou Juiz Estadual.

É preciso participar e ser aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por isso, esteja atento ao calendário OAB 2020. Muita gente acaba participando da prova mais de uma vez para conseguir êxito.

Atue na área por 3 anos

Quando você for aprovado na prova OAB 2020poderá começar a trabalhar na sua área e esse será o momento chave para a sua carreira de Juiz.

Além dos requisitos que já foram mencionados, também é exigido para o cargo de Juiz a experiência de, no mínimo, 3 anos na área de Direito, u seja, a atuação com a carteira da OAB em cargos profissionais da área jurídica.

Participe e seja aprovado em concurso público

A única forma de se tornar um Juiz, seja do poder Federal ou Estadual, é através da prestação de concurso público. O problema é que nem sempre essas oportunidades ficam disponíveis para os candidatos.

O ideal é que você comece a se preparar o quanto antes e que esteja atento a divulgação do possível edital do concurso. Depois é só se inscrever e participar da prova!

CADA VEZ MAIS RESTAURANTES INVESTEM EM ÁREAS SÓ PARA ENTREGA

Tem uma grande movimentação acontecendo no mundo dos restaurantes e lanchonetes. Essa possibilidade representa muitos benefícios e vários estabelecimentos já aderiram a novidade. Você sabe do que estamos falando? Isso mesmo! Cada vez mais restaurantes estão deixando de receber a clientela para trabalhar apenas com delivery.

Tem gente que não abre mão de ir naquele restaurante no fim de semana ou pedir comida naqueles dias que não queremos ir até o fogão. E para essas pessoas preço e praticidade são tudo!

E para os estabelecimento, investir em opções rápidas e que não precisem de um investimento tão alto, também é um ótimo negócio. E por isso, cada vez mais empreendedores têm preferido o serviço de entrega de comida.

As vantagens são muitas e podem ser a principal razão para essa categoria de serviço que tem se expandido cada vez mais no mercado. Entenda os pontos:

Muitos entregadores disponíveis 

Muitas pessoas que estavam sem serviço ou procurando uma grana extra começaram a disponibilizar seu tempo e seu veículo para aplicativos de entrega e assim a oferta de entregadores ficou bem alta no mercado.

Ou seja, os estabelecimentos não precisam se preocupar com os motoristas, á que os próprios aplicativos ficam encarregados dessa parte. Basta cadastrar o restaurante e pronto!

O entregador pode trabalhar como Uber Eatspor exemplo, e ainda assim servir outros aplicativos em horários diferentes. Essa atividade gera benefícios para todos os lados.

Diversos aplicativos para escolher

Como ese tipo de serviço está muito popular e não só para a entrega de comida, muitas empresas como a Uber passaram a investir em opção delivery.

Isso quer dizer que o próprio estabelecimento pode escolher qual dos aplicativos mais condiz com o perfil de entrega, ou té mesmo cadastrar o seu restaurante em vários deles.

Corte de gastos

Um dos pontos mais vantajosas para essa nova categoria de serviço é o corte de gastos. A proposta é tão vantajosa que não apenas restaurantes, lanchonetes e franquias de fast-food que estão optando por elas.

Muitas lojas de roupas e acessórios estão deixando de investir no espaço físico e até fechando as portas para se tornar um negócio de entregas. Afinal, não é preciso pagar aluguel, contas e nem se locomover até o local.

Assim, o empreendedor poupa investimento e dinheiro, podendo utilizar a internet como seu principal instrumento de venda. Por essas razões cada vez mais estabelecimentos têm preferido trabalhar com entregas!

QUAIS OS CUSTOS DE TER UM CARRO DE LUXO

Os carros são uma paixão para os brasileiros, e vale lembrar que existe uma categoria superior a média que impressiona ainda mais. Essa categoria é referente aos carros de luxo, uma possibilidade de aquisição que encanta e chama atenção.

Em contra partida a essa posse tão estimada, temos alguns gastos inevitáveis que quem quer ter um veículo de lucro vai precisar enfrentar. Você sabe quais são?

IPVA

Vamos começar falando sobre essa taxa requerida anualmente e que o motorista não pode escapar: O IPVA. A sigla corresponde ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores e garante a emissão de outros documentos como o licenciamento.

Quem vai comprar um carro de luxo, deve saber que terá de cumprir com o IPVA 2020E vale mencionar que essa taxa possui uma porcentagem diferente para cada estados.

Geralmente, o valor a ser pago fica entre 2 e 4% do valor original. Ou seja, quem comprar um veículo de luxo, precisará pagar anualmente uma porcentagem referente ao que pagou pelo seu veículo novo.

Para um carro popular, custando em média R$40 mil, a arrecadação varia entre R$1,200 e R$2,000. Para um veículo de luxo, a cifra pode triplicar.

Seguro

Um outro ponto fundamental para definir os gastos que você terá com um veículo de luxo é o seguro. Afinal, quem está investindo tanto no seu automóvel vai precisar de alguma garantia em relação a ele.

O seguro é muito importante e pode evitar maiores problemas com gastos, por isso, quem vai assinalar os papéis de um carro precisa estar pronto para esse valor.

A média do serviço também pode variar de uma região para outra, dependendo da violência do local e a necessidade de cobertura em questão.

Para um veículo como o Range Rover Evoque, que possui um custo de aquisição equivalente a R$215 mil, o seguro pode variar entre R$4 mil e R$ 8 mil.

Peças

Como o preço de compra do veículo de luxo é alto, obviamente as suas peças ficam valorizadas no mercado. Sendo assim, não é difícil imaginar que a troca de peças pode sair bem cara.

A cotação média de valores depende do modelo do veículo, mas você pode imaginar o preço das peças de acordo com quanto você gastou para comprar o carro.

Entretanto, alguns desses serviços podem ficar mais em conta se estiverem inclusos no seguro do veículo. Vale a pena conferir as opções!

DICAS PARA APROVEITAR BEM O SEU 13º SALÁRIO

O décimo terceiro salário é um dos benefícios mais aguardado pelos trabalhadores, por representar um salário extra para quem tem direito. Mas quem não tem os devidos cuidados, pode acabar desperdiçando esse pagamento tão válido. Por isso, vamos apresentar para você algumas dicas para aproveitar bem o seu 13° salário. Confira a seguir:

Durante o ano, existem dois direitos do trabalhador da CLT que promovem um valor extra. Esses valores podem ajudar você a sair do vermelho e até a começar um investimento.

Em primeiro lugar, temos o PIS/PASEP, que proporciona o pagamento do abono salarial. Este valor pode ser equivalente a até um salário mínimo. Quem tem direito, deve verificar os dados de acordo com a tabela PIS 2020.

Enquanto isso, quem vai receber o décimo terceiro tem direito a uma bonificação equivalente ao seu salário. O cálculo para saber quanto você vai receber é feito a partir da soma da remuneração de todos os meses trabalhados, dividido pelo tempo de serviço.

Mas quem vai receber o PIS 2020 ou quem vai receber o decimo terceiro salário, precisa estar atento em como utilizar esse dinheiro para seu próprio benefício.

Economize para os gastos do ano seguinte

Como você já deve saber, o começo do ano implica diversos valores para o seu bolso. São exemplos deles: o IPVA, o IPTU, o Imposto de Renda, matrícula, material escolar e muito mais.

Por isso, uma boa dica para você usar corretamente o seu décimo é utilizar para cumprir os valores obrigatórios e evitar possíveis dividas e juros.

Se livre de possíveis dívidas

Durante o ano, é normal que você acabe deixando de pagar um conta ou acabe parcelando muitas coisas no seu cartão de crédito. A bonificação pode ser um meio de sanar essas pendências.

Já pensou em começar o ano sem dividas e com o orçamento totalmente livre? Isso pode ser possível se você souber aplicar corretamente a remuneração extra.

Guarde uma porcentagem para eventualidades

Sabe quando está tudo correndo bem e de repente aparece aquela infiltração, ou aquela viagem escolar das crianças, ou até quem sabe um pneu furado?

Se você guardar uma porcentagem do seu décimo terceiro salário, poderá estar livre de uma surpresa negativa como as situações mencionadas.

Se for fazer compras, evite parcelar

É normal querer usar uma parte do seu décimo para comprar algo que você almejou o ano inteiro e pode se ruma forma de gastar o seu décimo.

Entretanto, o ideal é que se você for fazer compras, pague tudo à vista. Assim, o seu décimo terá proporcionado uma aquisição e não irá gerar outros gastos.

APRENDA AGORA 10 REGRAS DE ETIQUETAS FUNDAMENTAIS

Uma pessoa elegante e educada nunca passará despercebida entre as pessoas. Você sabia que algumas pessoas pagam muito caro para receber instrução e se tornar uma dessas pessoas?

Mas saiba que você pode encontrar algumas dicas aqui  melhorar a sua postura em diversos aspectos. Aprenda conosco agora mesmo 10 regras de etiqueta fundamentais:

1. Use palavras que denotam educação

Esta é a regra mais simples, e com certeza uma das mais importantes. Diga sempre “por favor”, “obrigada” e “disponha”!  É importante entender que este tratamento não deve ser direcionado a alguns.

2. Tenha um tom adequado

É muito incomodo quando nos deparamos com uma pessoa que fala alto nos ambientes, seja qual for. Tenha um tom apropriado para que as pessoas te escutem e não se sintam embaraçadas por conversar com você.

3. Cumprimente as pessoas

O cumprimento é o seu cartão de visita, pois dará a primeira impressão sobre você e fará com que as pessoas se venham a se lembrar quem você é. Pode ser um cumprimento rápido, dependendo do grau de intimidade da pessoa. O importante é a comunicação!

4. Respeite o espaço do próximo

Esta regra está relacionada a não só respeita o espaço e o momento de fala, como também o espaço físico da pessoa. Se você não tem proximidade com a mesma, não precisa falar tocando e apertando a pessoa.

5. Esteja atento ao seu discurso

A forma como nos comunicamos diz muito sobre como fomos criados. É importante estar atento a velocidade do seu discurso e a pronuncia das palavras, afinal, você quer que as pessoas lhe entendam.

6. À mesa, leve os talheres até você

Em um jantar mais intimo ou em um restaurante, busque sempre fazer com que a comida chegue até você. Não precisa se curvar até o prato.

7. Não grite para chamar a atenção do garçom

Está no restaurante e deseja pedir algo a um funcionário? Use a mão para acenar ou espere que o funcionário passe mais perto de você. É deselegante gritar em um restaurante.

8. Não corte massas como o espaguete

Massas como talharim e espaguete não devem ser cortadas. Você pode comer e evitar se suar, enrolando a massa no garfo e levando até você.

9. Ao visitar alguém, não ente nos cômodos

A menos que você seja convidado a circular pela casa, não saia entrando nos cômodos do seu anfitrião. Esta atitude pode ser mal interpretada.

10. Se pegar algo emprestado, devolva

Esta é uma fama que você não vai gostar de ter e as pessoas estarão relutantes a emprestar qualquer coisa para você. Portanto, o que pegar emprestado, lembre-se de devolver.

COMO SABER SE O VINHO ESTA RUIM?

Você está no restaurante curtindo um jantar entre amigos, ou em casal. E sente que o vinho que embala o cardápio não está com um gosto muito bom. Hora de sugerir ao garçom que troque a bebida. Mas, você sabe como identificar se o vinho esta ruim? Com alguns passos e percepções básicas é possível saber se o gosto não agrada ao seu paladar ou se realmente se trata de um bebida estragada.

Dicas para escolher o vinho

Embora você prefira um vinho para dar gosto ao cardápio, ao contrário de refrigerante ou cerveja, pode ser que não tenha conhecimento sobre como escolher o vinho ideal. Afinal, existe mais de um tipo de vinho.

Seguindo algumas dicas básicas fica mais simples decidir qual a melhor escolha. Considerando os seus gostos preferidos, e se for dividir com alguém, também se preocupando com os gostos dele/dela.

  • Pense na ocasião: se trata de um almoço ou jantar? Qual a temperatura?;

Para os dias mais quentes a dica é investir em vinhos brancos, rosés e espumantes. Para as temperaturas mais frescas e durante as refeições prefira os tintos. Vinhos doces e licorosos são melhor combinados com sobremesas.

  • Fornecedor da bebida: o local em que a bebida será comprada;

Um bom fornecedor presa pelo armazenamento do vinho. É preciso ter cuidado com a exposição, limpeza do local e até mesmo o engarrafamento. Prefira adegas, grandes redes de supermercados e lojas especializadas.

  • Leia o rótulo: tenha atenção nas informações.

Tudo o que precisa saber sobre o “nascimento” do vinho vai estar descrito no rótulo. Por isso, não tenha preguiça de ler as informações. Você vai encontrar: tipo de uva, local de origem, safra, maturação e envelhecimento.

Como saber se o vinho está ruim

Sabendo qual tipo de vinho combina mais com o que procura, o consumidor pode sim ter uma decepção quanto for degustar a bebida. Mas é importante saber separar o que seu paladar não gostou, do que realmente está ruim ou estragado.

Segundo especialistas de escolha e identificação da bebida, a forma mais fácil de saber se um vinho realmente está estragado é sentindo o seu cheiro. Perceba que tanto técnicos como os próprios garçons, fazem esse gesto de cheirar a rolha e o vinho para saber seu aroma.

Uma série de fatores pode influenciar para que o vinho fique ruim, por exemplo: ter entrado ar no momento de lacrar a garrafa, a higienização da rolha ter deixado algum tipo de resíduo, componentes químicos em geral.

Por isso, a dica é: vinho deve ter cheiro e gosto de vinho. Se preocupe quando o seu paladar identificar gostos parecidos com:

  • Mofo;
  • Azedo;
  • Ovos;
  • Fósforo.

Vinho espumando, em que a espuma gruda na beira do copo também não é uma boa característica.